Por Aylan Kurdi: * 2012 * 2015

A foto estampa todos os jornais e sites do mundo inteiro. Não é necessário reproduzi-la. Assim continua caminhando a humanidade. Até quando? Quantos mais?

O sacrifício de Aylan, o pequeno sírio, não seja vazio e apenas contemplativo aos nossos olhos. Olhos de uma civilização que naufraga a cada fração de segundo que o mundo gira.