Alice Caymmi: Rainha dos Raios

alicecaymmirainhadosraioscapacd

“Alice é a primeira do reino Caymmi. E quando ela canta, todos nós, povo e também aristocracia, identificamos sua autenticidade. Para Platão, o termo aristocracia se fundia na virtude e na sabedoria. Para Dorival Caymmi, o termo aristocracia se fundia na mais perfeita convergência genética que sua música poderia fazer: uma revolução chamada Alice Caymmi. Seu talento se mantém internacional e suas ideias sempre a levam para voos mais altos a cada registro e a cada vontade que ela tem de ser Alice Caymmi.”

Texto de Michael Sullivan, no encarte do disco Rainha dos Raios.

Alice Caymmi: DNA de Dorival presente

Alice

Mais uma do Luciano Alabarce: Alice Caymmi. Ao ler um dos seus artigos em Zero Hora, ele ao comentar sobre um disco que comprara em Belo Horizonte, será que foi em BH mesmo? não lembro, mas ao se referir sobre a coletânea citou nominalmente Alice Caymmi. Como um aviso, olha quem está chegando. Se não foi assim, foi algo muito perto disso. O suficiente para fazer com que não perdesse tempo e ter em mãos o primeiro álbum da neta de Dorival. Dez canções ganham corpo e densidade na voz, na interpretação, nos arranjos de Alice. E para não deixar dúvida alguma, apresenta-se também como autora. E duas parcerias com Paulo Cesar Pinheiro e uma versão ou cover, como muitos gostam, de Björk. Trata-se, na verdade, digamos, de um apanhado de tudo que fora feito, escutado, cantado durante a adolescência. E também desde os tempos de criança, afinal embalada no colo do pai Danilo Caymmi a música é uma extensão de sua vida. O disco é uma espécie de acerto entre as suas fases que passaram por Nirvana e Björk por exemplo. Um gosto pop na MPB, o violão, ousadias em arranjos e por aí seguiu sempre acompanhada por músicos de apoio muito mais que competentes, sensíveis às texturas de Alice.
Estilo próprio desde esse primeiro passo, uma espécie de preparação para os próximos, é impossível ficar impassível enquanto o player estiver ligado. Não é necessário escolher uma ou outra canção para destacar, todas têm a marca registrada do clã Caymmi, sinônimo do que há de melhor em nossa música. O segundo cd, Rainha dos Raios é muito mais que o próximo passo. É mais ousado, mais refinado e também mais experimental, mais popular, mais um pouco de tudo. Porém, fica a indicação, esse trabalho ainda não mergulhei o bastante para avançar em comentário, todavia pela amostra do primeiro, não é aposta, é certeza.

http://www.youtube.com/watch?v=7f6MDdCOqow
http://www.youtube.com/channel/UCDUtN0y6TH0pq8VCVDIScdg

Foto: Agência O Globo/Fabio Seixo