Leonardo Pastore: Carlos Gardel Original

Gardel original

Abril passado, mesmo 26 de hoje, a porta dos dois anos completos da partida do pai se fechou, e abriu a do terceiro cujo ciclo dos trinta dias iniciais se encerra neste dia frio e chuvoso de outono. O tango, e em especial Carlos Gardel, animava seus dias. E confesso que sua casa passou a ser um lugar onde somente conseguia ouvir Gardel, a taça de tinto seco e a carne gorda em meio a tantas histórias da vida e das corridas de cavalos. Uma saudade que jamais cruza a linha final desse páreo. Jamais cruzará. Ele não conheceu Leonardo Pastore. Um “Gardel” jovem, talentoso, sensível. Ele iria gostar.

 

Anúncios