Glen Hansard: Didn´t he ramble

glen_hansardcover

Glen Hansard desde os tempos do The Frames faz um trabalho consistente, ora folk ora mais rock ou ainda com todas as nuances dos compositores irlandeses. Não por acaso vez por outra surge alguma voz afirmando certa semelhança com o bardo Van Morrison. Diferenças à parte, foi com a parceria inspirada e sensível com a pianista e compositora tcheca Markéta Irglová que alçou seu voo mais alto. Em Once,  filme que protagonizaram, oscarizaram a canção tema “Falling Slowly” e formaram o The Swell Song, com bons trabalhos. Havia entre os dois uma química que funcionava muito bem, tanto que um e outro participavam de seus trabalhos solos. Ela gravou Anar e Muna, ele chegou com Rhythm and Repose. E cada um seguiu seu caminho. Hansard chega ao mercado com Didn´t he ramble, onde mais uma vez o folk e o indie rock se insinuam pelos seus labirintos musicais. Um disco que possui, sobretudo, uma unidade harmônica, temas em que a vida real se confronta com seus lados otimistas, apaixonados e, às vezes, nem tanto um ou outro. São dez canções maduras e encontram Glen mais cristalino e mais envolvido emocionalmente com cada composição. Os arranjos são primorosos e o destaque fica por conta das cordas com Rob Mouse e Thomas Bartlett, que o conectam ao mistério entre melodias e letras e faz do irlandês um intérprete poderoso. Um belo disco, embora confesse preferir o anterior, mais folk, mais calmo. Todavia, um disco que vale cada faixa e nos transporta às nuvens e começa pela belíssima capa.

Anúncios

Markéta Irglová & Leonard Cohen

8-17_MarketaIrglova_web                                  Leonard_Cohen_2187  Tenho escutado Markéta e Leonard. Ela, com o seu Muna. Ele, com o belo Live in Dublin. A Irlanda entra em meus pensamentos. Once com o Glen Hansard acontece em Dublin. A trilha, também bela, continua encantadora. Folk suave e também visceral. Então, em pensamento de admirador confesso de Cohen e agora tendo Markéta como um presente vivo, no meu longo caminhar das manhãs já quentes do verão recém nascido nesta parte meridional do Brasil, uni os dois em um disco. Como seria o piano/violão de Markéta com a voz rouca, como se estivesse recitando poemas, de Leonard. Nesta viagem, ambos revelam-se em todos os sentidos e a música penetra pele adentro até atingir a alma. Que dupla fariam!

Ponto de chegada à vista. Respiro fundo, alongo os músculos, desligo o Ipod. A tarde será mais quente ainda. E a certeza de que os meus sonhos não envelhecerão animam a minha vontade. Um dia, quem sabe!

www.youtube.com/watch?v=YrLk4vdY28Q

www.youtube.com/watch?v=-Ar9syGQYYQ

No Youtube, pela ordem, Leonard e Markéta.

Fotos: Markéta: http://www.yogongyisham.com e Leonard, capturada na Internet.