Ficção: Pampa

Fotosmil 12 (2)

O olhar dobra o horizonte. No silêncio verde da pampa, os cascos dos potros latejam. A lida noite adentro descansa na roda de fogo das horas. Os homens há muito olham o destino como lâmina. O brilho do sol amanhece antes de a galáxia desaparecer do sonho.

The look doubles the horizon. In the green silence of the pampa, the foal’s hooves throb. The night read inside rests on the evening fire wheel. Men have long looked upon fate as a blade. The sun’s brightness dawns before the galaxy disappears from the dream.