Informação: Para receber post do Chronosfer2 leia abaixo (To receive post from Chronosfer2 read below)

Ao longo do tempo o Chronos ganhou muitos amigos. Amigos que me tornam uma pessoa melhor, com mais compreensão, maior discernimento. Com mais vida. Mas, o seu espaço físico terminou e foi necessário migar para outro: http://chronosfer2.wordpress.com Se você deseja continuar presente, o que me deixará muito feliz, vá ao Chrons2 e clique em seguir para receber as postagens. Se sua vontade é não continuar, não se preocupe, você continuará sendo seguido, pois é muito importante seus posts para mim. Muito obrigado a todos.

Over time Chronos has gained many friends. Friends that make me a better person, with more understanding, greater discernment. With more life. But, your physical space is over and it was necessary to link to another: http://chronosfer2.wordpress.com If you want to continue this, which will make me very happy, go to Chrons2 and click on follow to receive the posts. If your will is not to continue, do not worry, you will continue to be followed because your posts are very important to me. Thank you all.

Anúncios

Fotografia: No campamento da tradição (In the tradition camp)

FARRAPOS 2013 II 065 (3)

FARRAPOS 2013 II 076 (3)

FARRAPOS 2013 008 (3)

Fotos: Chronosfer. Setembro é mês dos gaúchos do Rio Grande do Sul. revolução Farroupilha, tradições, o fogo de chão, a churrasco, a pinga, as danças, o acordeon, os violões. No acampamento, o encontro. Todos os anos um tempo passado se torna cada vez mais presente. É quando nos descobrimos em amor pelo que nos contam da nossa história e da ainda iremos construir.

September is the month of the gauchos of Rio Grande do Sul. Farroupilha revolution, traditions, the ground fire, the barbecue, the drip, the dances, the accordion, the guitars. In the camp, the meeting. Every year a past time becomes more and more present. It is when we discover ourselves in love for what we are told about our history and about what we will still build.

Fotografia: Da natureza, do passado e do hoje (Of nature, of the past and of today)

IMG_2133 (2)

IMG_2269 (2)

IMG_2380 (2)

Fotos: Chronosfer. Às vezes, é em pequenas lugares do “nosso” interior que a vida se mostra em todos os tempos. Pode ser uma árvore solitária, perdida em meio as ruas calçadas, pode ser um antigo prédio transformado em museu, para os olhos olhares o que um dia foi, ou ainda a lua se escondendo atrás da modernidade. Onde estamos? Em nosso interior a vida dialoga com estes momentos em silêncio.

At times, it is in small places of the “our” interior that life shows itself at all times. It may be a lonely tree, lost in the middle of the sidewalks, it may be an old building turned into a museum, for eyes to look at what it once was, or the moon hiding behind modernity. Where are we? In our interior life dialogues with these moments in silence.

Fotografia: Reflexos reais com olhar abstrato (Real Reflections with Abstract Look)

IMG_6971 (2)

IMG_6988 (3)

IMG_6986 (2)

Fotos: Chronosfer. É com a luz dos olhos que o diálogo ganha o brilho das retinas. E em suas águas ora adormecidas ora despertas que o movimento revela diálogos paralelos. Outros sentires. Outras luzes. Outras águas. Outros olhos. Outras retinas. O diálogo continua e avança. Crescemos na compreensão melhor da realidade.

It is with the light of the eyes that the dialogue gains the shine of the retinas. And in its now dormant waters now awake that the movement reveals parallel dialogues. Other feelings. Other lights. Other waters. Other eyes. Other retinas. The dialogue continues and advances. We grow in a better understanding of reality.

Fotografia: Diálogo entre o real e o abstrato (Dialogue between the real and the abstract)

IMG_6984 (3)

IMG_6974 (2)

IMG_7022 (3)

Fotos: Chronosfer. O real e o abstrato. Imagens reais refletidas em superfícies diversas, vidros, água. O diálogo entre ambas é o nosso diálogo cotidiano. Se há distorções nelas (imagens) precisamos olhar melhor a vida que vivemos. o diálogo entre ambas nos indicam realidades e caminhos.

The real and the abstract. Real images reflected on various surfaces, glasses, water. The dialogue between them is our daily dialogue. If there are distortions in them (images) we need to look better at the life we live. the dialogue between them indicates us realities and ways.

Fotografia: Da natureza e da História (Nature and History)

Natureza 14

Sao Miguel 9

Montevideu 32 (2)

Digital 1 (2)

FEIRA L 8 (2)

Fotos: Chronosfer. Lugares. Viver cada um deles. Não apenas com o olhar. Sentir. Ter o voo para dentro, a liberdade. Natureza. Ruínas aqui e ali. Casco de barco encalhado. Parede contando história. Viver. Mais que olhar e sentir, é uma nova história que começa sem a urgência do tempo. Não importa onde.

Places. Live each one of them. Not just with the look. To feel. Have the flight inside, freedom. Nature. Ruins here and there. Beached boat hull. Wall telling story. To live. More than looking and feeling, it is a new story that begins without the urgency of time.  It does not matter where.

 

Fotografia: Desfoques, sombras, o cotidiano como ele é (Blurs, shadows, the everyday as it is)

BA

BA 4

Bue 13 (2)

Bue 14 (2)

FEIRA L 23

Fotosmil 15 (2)

Fotos: Chronosfer. Os olhos e olhar. Os juntos buscam libertar das retinas as imagens guardadas no momento, do momento. As distorções do tempo, os reflexos do espelho, as sombras, as luzes, a vida seguindo o seu viver. Os olhos são livres. E nessa liberdade revelam universos infinitos em seu olhar diário.

The eyes and look. The together seek to release from the retinas the images stored at the moment, of the moment. The distortions of time, the reflections of the mirror, the shadows, the lights, the life following your live. The eyes are free. And in that freedom they reveal infinite universes in their daily gaze.