Atahualpa Yupanqui * 23.05.1992

Don Ata

Héctor Roberto Chavero – #Juan A. de la Peña, 31.01.1908 – * Nimes (França), 23.05.1992 – desde sempre Atahualpa Yupanqui. Hoje, o vigésimo quinto ano de sua partida. Deixo aqui um texto escrito por ele e um presente que recebi deste homem que dignificou a América, o mundo, com sua voz, com sua palavra, com sua guitarra em busca da quebra da desigualdade entre os homens. Don Atahualpa Yupanqui.

Tempo do Homem

“A partícula cósmica que navega meu sangue é um mundo infinito de forças siderais. Veio a mim sob um largo caminho de milênios, quando talvez fui areia para os pés do ar. Logo fui a madeira, raiz desesperada submersa num silêncio de um deserto sem água. Depois fui caracol, quem sabe onde, e os mares me deram a primeira palavra. Depois a forma humana derramou sobre o mundo a universal bandeira do músculo e da lágrima. E cresceu a blasfêmia sobre a velha Terra, o açafrão, o “tilo”, a copla e a “piegaria”. Então vim a América para nascer um homem e em mim juntei a selva, os pampas e a montanha. Se um avô da planície galopou até meu berço, outro me disse histórias em sua flauta de “cana”. Eu não estudo as coisas, nem pretendo entende-las. As reconheço, é certo, pois antes vivi nelas. Converso com as folhas em meio dos montes e me dão suas mensagens as raízes secretas. E assim vou pelo mundo sem idade nem destino, ao amparo de um cosmos que caminha comigo. Amo a luz, o rio, o caminho e as estrelas, e floresço em violões porque fui a madeira.”

 

D.ATA

Anúncios

12 Respostas para “Atahualpa Yupanqui * 23.05.1992

  1. Meu coração anda apertado, meus olhos sempre em lágrimas de um sorriso que fenece com o medo que me ronda… É sutil, é brumoso e frio, congela minhas mãos e soterra minha esperança. Insights ao amanhecer e recebo agora do Tempo este Tempo do Homem. A aquecer meu coração com lágrimas quentes e mãos em súplica, um riso entrecortado por soluços. Me permite, Fernando, devanear no exato momento em que me emociono, já que as geadas do inv(f)erno aproximam-se e me sinto congelar irremediavel e soturnamente. Lindíssimo! Obrigada e, se você me permitir, levarei para a minha casa. Um grande abraço!

    • Por favor, à vontade. Fico feliz quando a palavra de D. Atahualpa chega a você com a mesma emoção que sua música é capaz de mostrar a realidade e os sonhos do nosso tempo, e então percebemos que nada está perdido. Um grande abraço.

  2. Receber palavras lindas como essas é um presente mais do que perfeito. Por estar sem som no momento, não pude assistir os vídeos. Mais tarde, já em casa, vou conferir. Se forem tão bonitos quanto a mensagem que você apresentou, certamente irei gostar.

  3. Não sei bem o que dizer. O texto é de uma sensibilidade que não se encontra facilmente. E as músicas são mesmo deliciosas. Gostei imenso. Obrigado pela partilha. 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s