Texto: Os filhos das primeiras águas

34106

Há uma voz de ferro nos pensamentos e nos filhos das primeiras águas, e nas sombras distantes do desejo e há um pouco de ti no meu tecido e nas mãos da solidão dos pássaros e nos ruídos das mulheres, que sofrem caladas na espessa agonia da noite.

Há sempre uma voz de ferro quebrando as vidraças frias dentro de mim e dos filhos das primeiras águas, como tristes casas anônimas que aprisionam o gesto e a dor de quem semeia a paixão e abre as janelas das novas marés.

Há sempre uma mão áspera e uma voz de ferro na minha terra e nos filhos das primeiras águas, repartindo o sonho que fizeram raiz e árvore as velas brancas nos mares do silêncio e no sal das páginas que nascem das ruas e do fogo inesperado das madrugadas onde o possível é descer as antigas ladeiras nas teias que a memória guarda atrás das esquinas.

Há uma voz de ferro nos filhos das primeiras águas, que no vazio quebram pedras e no medo escondem as fontes e os favos, apagando as tochas dos dias desaguados no coração e da árvore que gerou fruto qual o desejo de quem sofre a dor de insustentáveis raízes de um só corpo despido de amor e com a carne sem o fluxo da vida e das trilhas esquecidas na simetria do olhar, que não são traços mudos e imutáveis.

Há uma voz de ferro no sangue da ferida exposta dos filhos das primeiras águas e há um pouco de ti nos meus olhos e nos meus passos, que têm a tessitura da água dos filhos da voz de ferro porque também são gerados nas manhãs frias do combate, no fim de uma rua que só a indivisível consciência é capaz de transformar quando apaga a primeira luz da noite e descobrimos que estamos vivos e resistimos.

 

Foto: Chronosfer.

Anúncios

5 Respostas para “Texto: Os filhos das primeiras águas

  1. Olá 🙂
    Achamos-te um(a) dos(as) seguidores(as) mais ativos(as) do nosso blog. Recentemente, migramos para outra plataforma mas não te queriamos perder como seguidor(a).
    Pedia-te que subscrevesses o novo http://letrasaventureiras.blogs.sapo.pt/ com o email; depois ser-te-à enviado um email de confirmação (verifica a caixa de spam).
    Ficaremos muito felizes se te continuarmos a ver por lá. 🙂
    Um abraço 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s