Arthur Verocai: Arthur Verocai

Arthur Verocai

A década de setenta no Brasil trouxe o novo em meio a tantas manifestações musicais nascidas pelos anos 50 e 60. Não apensas na sonoridade, a estética também, a letra mais sutil, mais aguda, mais sensível ao tempo presente de então. A Jovem Guarda, a Bossa Nova se destacavam, e esse novo se apresentava com a Tropicália e o Clube da Esquina, por exemplo. É de 1972 o magnífico álbum em que Milton Nascimento e Lô Borges e toda a turma das Geraes e do mundo se uniram para um dos maiores discos da nossa história. E outros mais, claro. Também é de 72 Arthur Verocai. Começa com uma capa belíssima, e um conteúdo que abraça o que pode haver de “revolucinário” para a época. Há uma mescla contundente de gêneros, ritmos, sons, vocais, sopros, encontro entre o Norte e o Sul, o norte lá do outro hemisfério, o sul daqui, e a poética se desenvolvendo simples e densa. Arthur no já distante início dos setenta pode ser ouvido hoje, segunda metade dos anos dez do século XXI, como se fosse lançado ontem. Disco extraordinário. Ei-lo na íntegra.

Anúncios

2 Respostas para “Arthur Verocai: Arthur Verocai

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s