The Police: Ghost in the machine

police

A origem do Police – Stewart Copeland, Gordon Summer, mais conhecido por Sting, e Andy Summers até a gravação de Ghost in the machine era puro ritmo, sem riffs de guitarra e muita percepção que as influências de cada instrumentista trazia: jazz, rock, progressivo, new wave, ska e reggae. Sem falar dos ótimos vocais, em especial de Sting. A guinada para o mais tradicional do rock não fez bem ao Police. O caminho ods exageros musicais, a falta da pegada rítmica e mesmo os vocais foram ficando para trás. Todavia, o The Police é sempre uma referência. Vale ouvi-los e mergulhar em um universo onde o ritmo quem faz também é você.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s