Lorenna McKennitt: The best of…

Loreena

Sempre acolho com reserva coletâneas. Criadas pelo mercado para canalizarem uma espécie de o melhor de, esse denominador do mercado na maior parte das edições não cumpre com o que o título promete. Enfim, devo reconhecer, no entanto, que também abraça uma parte significativa do repertório do artista escolhido. Não o melhor, por certo, mas estará no disco duas ou três canções de ponta. Há exceções,  claro. Aqui neste Chronos há post do duplo da Madeleine Peyroux, magnífico. Com a canadense Loreena McKennitt a viagem fica no meio do caminho. Não que isso possa significar fracasso tipo não vale a pena. A cultura celta e oriental se juntaram em seu trabalho de new age ou world music que de alguma forma competia ou compete com Enya. O trabalho da descendente de irlandeses e escoceses agrega elementos eruditos ao folclore e sintetizadores em uma verdadeira mescla que sinaliza um quê de moderno em sua sonoridade e vocais sensíveis. The Best of Loreena McKennitt – The journey so far ingressa em um estágio em seu trabalho pode ser apreciado sem sustos, sem decepções e pode muito bem tocar fundo em o ouve. Passagens bem elaboradas cristalizam seu estilo e fornecem textura suave aos dias que chegam.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s