Nick Cave and The Bad Seeds

Nick-Cave-The-Bad-Seeds-nick-cave

O australiano Nick Cave sempre foi um músico e poeta transgressor, no seu melhor sentido. Introspectivo, um inverno por dentro, necessitando do fogo da lareira. Para muitos, estilo gótico, para outros, rock alternativo, pós-punk, experimentalismo explícito. Qualquer que seja a forma com que Cave seja rotulado, ele está com a alma intimista à frente. Às vezes, incursiona por canções mais alegres, talvez para quebrar o ambiente fechado em que suas composições se encontram hospedadas. Uma passagem por cada disco revela faces muito semelhantes, todavia, a criatividade de Nick cresce se em cada faixa conseguimos sentir suas nuances e variações delicadas e quase imperceptíveis. O que parece totalmente perdido, se abre em texturas originais e ainda que a introspecção vá seguindo o seu curso natural, os tons melancólicos se dissolvem e nasce a construção de um universo multifacetado de harmonias e vocais surpreendentes em suavidade. Exemplo? Ouça “Death is not the end”, cuja assinatura de Bob Dylan não é peso algum para Nick Cave e as convidadas P.J. Harvey e Shane MacGowan. E sigam a viagem com ele, vale e muito.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s