John Mayer: Born and Raised

JohnMayer

John Mayer não é apenas mais um semeador de campos. Suas raízes, bem definidas e profundas, passaram pelo crivo do tempo. O blues sempre foi seu alimento mais orgânico. Sua água pura da fonte. Entranhou-se com o que há de melhor: Eric Clapton, BB King, Buddy Guy, Steve Ray Vaughan. E foi deixando suas terras mais produtivas. Soube plantar, soube colher. Em Continuum fez um disco em que suas influências e lembranças se encontrassem. Há a luminosidade dos dias mais fecundos de Sting, Steve Winwood, por certo. O que não significa ser a mesma semente. Mas, a espécie, que antes já flertava como trio em sets acústicos, apontava que a terra deveria passar por um descanso antes de tornar a ser hospedada por novas sementes. Problemas pessoais, rupturas, situações de constrangimentos à parte,  Mayer em Born and Raised colheu sua melhor safra. Um pulo ao folk/country renovou suas raízes, sem perdê-las, e estabeleceu um novo vínculo com suas posses. Um trabalho coeso e convidativo. Daqueles em que se pode sentar em qualquer lugar, xícara de café á mão e deixar a vida ser e correr. É estrada. É casa. Não bastasse a consistência de suas tramas melódicas, passando muitas vezes pela melancolia e o romantismo, traz para junto nomes de calibre. Para citar apenas dois: David Crosby e Graham Nash. Os lendários músicos dão sustentação aos vocais, enquanto John firma compromisso com seu campo como semeador. Seu álbum que segue, Paradise Valley, atesta o seu acerto. São pontuadas as “presenças” de Clapton, James Taylor, JJ Cale como mentores da sua criatividade. Música para todos os momentos. Faça parte desse momento e viva-o com intensidade. A música de Mayer merece.

(esta última canção é do disco Battle Studies)

Anúncios

2 Respostas para “John Mayer: Born and Raised

  1. O John é pra mim quase um vício. Ouço todos os dias. Esse disco em especial é tudo, tudo de bom. E as músicas que você escolheu Fernando… são… Bom, deixa pra lá.

    Te deixo um ☕, um 📀 do John, e um verbo que gosto muito, abraçar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s