Clarke Boland Sextet: Music for the small hours

Clarke

O texto sobre este disco está no encarte do cd, com a assinatura do crítico de jazz e música instrumental, escritor, professor e produtor José Domingos Rafaelli. A gravadora é a Biscoito Fino.

” É a sessão de gravação com o sexteto, realizada em 16 de junho de 1967, em Colônia, Alemanha, que foi lançado anteriormente pela Columbia alemã. Nessa ocasião, Clarke e Boland chamaram o americano Sahib Shihab (flauta), o belga Fats Sadi (vibrafone e bongô), os americanos Jimmy Woods (baixo e vocais) e Joe Farris (bateria e percussão) para completar o grupo. É curioso observar que no repertório predominam melodias e ritmos latino-americanos com arranjos de Francy Boland. Em “Ebony Samba” (Luiz Bonfá), “Lush Life” (Billy Strayhorn), “Tin Tin Deo” e “Lorraine” (Dizzy Gillespie), “Potter´s Crossing” e “Ensadinado” (Jimmy Woode), “Wives & Lovers” (Burt Bacharach), “Day by Day” (Axel Stordhal/Paul Weston/Sammy Cahn), “Love Hungry (Jack Sels) e “please Don´t Leave Me” (Sahib Shihab), realizam uma viagem musical através dos ritmos e músicas de Cuba, Brasil, África e Estados Unidos.

O caráter exótico-misterioso de “Ebony Samba” transparece nos solos de Shihab (flauta) e Boland (piano). “Lush Life”, obra-prima de Billy Strayhorn, cuja atmosfera reflexiva é valorizada pela flauta de Shihab, abriga o primeiro dos três vocais de Jimmy Woode nesta sessão, sustentado por discreto acompanhamento de Boland e Fats Sadi. “Tin Tin Deo” é uma explícita referência à música cubana sustentada pela efervescência dos bongôs de Sadi e Joe Harris. O destaque cabe a Shihab (flauta), cujo solo inflamado resulta em sugestivos efeitos de execução.

Após a abertura de “Please, Don´t Leave Me”, por Woods no baixo, seu vocal é entremeado por dois segmentos intercalados, nos quais Shihab desenvolve seu solo acompanhado pelos ativos bongôs de Sadi e Harris. “Potter´s Crossing” é um blues de 12 compassos valorizados pela improvisação de Shihab (flauta) com abundantes ideias e suingue, seguido por Sadi (vibrafone) e Boland (piano).

A conhecida “Wives & Lovers” é levada em confortável andamento 3/4 de valsa, na qual o arranjo de Boland criou passagens com interlúdios valorizados por Sadi e Boland. “Ensadinado”, cantado por Woode, seguido por Shihab com excitantes efeitos de execução em duo com Sadi, antecede o retorno do vocal de Woode no encerramento da faixa. “Lorraine”, dedicado à esposa de Dizzy Gillespie, é outro tema com tintas latinas explorado por Sadi e Shihab ativamente acompanhados pelo bongô de Harris. O standard “Day by Day” é outro vocal de Jimmy Woode, seguido por Shihab em solo vibrante, Boland ao piano e o retorno de Woode cantando. “Love Hungry”, uma introspectiva balada de Jack Sels, em clima de fim de noite, é um final mais que apropriado para Music for the Samall Hours. ”

Nestes dias de frio e chuva, uma coleção de músicas para a alma sonhar e vibrar.

Anúncios

2 Respostas para “Clarke Boland Sextet: Music for the small hours

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s