Lilián Saba, o piano do Rio da Prata

lilián saba - malambo libre

Foi o meu querido amigo Guillo Espel que um dia, em Buenos Aires, me indicou o cd da capa aí de cima. Confesso que não conhecia, pelo menos assim à queima roupa Lilián Saba. Havia a assinatura da indicação e para mim já de acordo e ao voltar para casa o disco me acompanhava. E depois, para tirar do player somente com as outras novidades que vieram junto. Inclusive um outro trabalho de Lilián com a também pianista Nora Sarmoria chamado Sonideras. Ela é uma instrumentista e compositora do que muitas vezes por aqui chamados de primeiro time. (Não há jeito de encontrar o disco aqui em casa agora!) Sua trajetória é de muito estudo, primeiro com Benito Juarez, depois o Conservatório Nacional de Musica Carlos López Buchardo e a Escuela Nacional de Danzas e mais estudos de harmonias e composição com o extraordinário maestro Manolo Juárez. Mais tarde, caminho natural, se tornou solista e arranjadora, convidada por diversos artistas para seus trabalhos,  o exercício da docência na área do folclore argentino (Escuela de Musica Popular, em Avellaneda) e com o convite de Juan Falú ingressa no Conservatorio Municipal Manuel de Falla, Buenos Aires, para o exercício do magistério para o tango e folclore. Em paralelo, uma carreira que vai sendo preenchida com diversos prêmios. Lilián ainda que com toda a formação acadêmica e mais as incursões pelo folclore não poderia deixar passar as influências desses lados da cultura platina. Distante dos rótulos, criou trabalhos e caminhos sólidos e bem estruturados em qualquer gênero. Malambo Libre, o disco que veio comigo, possui essas variações e mais um pouco. Incursões pelo folclore andino também recebem um sensível visita daquelas que ficam marcadas para sempre. Toda a naturalidade de Saba no teclado flui através de um estilo denso e vigoroso e ao mesmo tempo suave e tranquilo. Nada parece ser demasiado ou de menos. os instrumento que a acompanham se encaixam, as notas se entrelaçam, os acordes duelam amigáveis, as harmonias se cruzam e de repente estamos envolvidos por uma pianista superior. Para muito além da linha do horizonte.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s